Ligue agora: +55 71 3342-7620 (Salvador BA) | +55 98 3221-1077 (São Luís MA)

União estável e a cidadania italiana. O princípio em vigor é da lei italiana nº 76/2016, conhecida como Legge Cirinnà, que determina a união civil entre casais do mesmo sexo e regimenta as convivências de fato. Isto provocou em cidadãos brasileiros uma esperança muito forte e um considerável entusiasmo, com relação à viabilidade da transmissão da cidadania italiana, no âmbito de uma união estável.

Isso, em razão de que após décadas sem legalização jurídica na Itália, o convivente de uma união estável no Brasil poderia, afinal, requerer a cidadania italiana por ser “casado” com um descendente de italianos com cidadania europeia já declarada.

Lamentavelmente, a euforia necessita de uma base sólida. O termo “união estável”, apesar da semelhança linguística com o idioma italiano, difere do significado de “união civil” – unione civile.

A verdade sobre as relações para a cidadania italiana

A união estável não estabelece para o ordenamento jurídico italiano um “instituto jurídico”. Na verdade, trata-se somente de uma maneira de demonstração da vontade de duas pessoas que possuem um vínculo de afeto.

Assim, no ordenamento jurídico brasileiro, a união estável abrange um conjunto de regras específicas que a reconhece como o “casamento” e suas implicações legais. No entanto, no ordenamento jurídico italiano, a união estável é avaliada de forma diferente. Ou seja, como uma convivência de fato entre duas pessoas que partilham uma residência comum e usufruem de sentimentos comuns. Porém, sem encontrar-se relacionados por um casamento ou uma união civil.

A união estável para o ordenamento jurídico italiano significa uma “convivência de fato” que não é equiparada ao casamento.

CIDADANIA ITALIANA POR CASAMENTO – SAIBA MAIS

De fato, os envolvidos em uma união estável, no Brasil, conseguirem regularizar suas relações patrimoniais juridicamente. Mas perante o ordenamento jurídico italiano eles não são considerados casados.

Isso em motivo de carecer, segundo o ordenamento jurídico italiano, o componente essencial do casamento. Ou seja, a “declaração formal” realizada em presença de um oficial de Estado Civil e perante duas testemunhas.

Assim sendo, a única declaração de “união estável” correta e válida para o ordenamento italiano é aquela conseguida junto a um órgão da Administração Pública. Ou seja, exercido pelo oficial de Estado Civil da Prefeitura (Comune), e não perante um tabelião que não tem todos os direitos necessários.

Unicamente por meio desta declaração formal, a relação de “união estável” ou de “convivência” torna-se uma “união civil”. Portanto, aprovada como instituto jurídico pelo ordenamento italiano, com a possibilidade dos cônjuges de cidadãos italianos – heterossexuais ou homoafetivos – requererem a cidadania italiana por casamento.

Diferença do casamento e união estável

Deste modo:

  • O cônjuge casado, em cartório, com um cidadão brasileiro com cidadania italiana, tem direito a requerer a cidadania, até mesmo nos casos de uma união homoafetiva.
  • A união estável, apesar de ser registrada em cartório, no ordenamento jurídico italiano não se iguala ao casamento civil. Ela é interpretada apenas como uma mera coexistência, o que não afere ao companheiro o direito de solicitar a cidadania italiana.

BUSCA DE DOCUMENTOS NA ITÁLIA – SAIBA COMO

A Bella Lex Consultoria proporciona serviços de assessoria jurídica para aqueles que desejam dar início ao processo de cidadania italiana e europeia, por casamento ou por união civil, sem intermediários ou despachantes.

Com sede em Salvador da Bahia, a Bella Lex, escritório de advocacia, prepara todo o processo para o reconhecimento da cidadania italiana por casamento. Também proporciona e faz o acompanhamento dos trâmites jurídicos e burocráticos, diretamente em Roma, até o deferimento da solicitação.

Do mesmo modo, a Bella Lex possui colaboradores que exercem as tarefas mais simples de despachantes. Sendo que os processos complexos permanecem a cargo exclusivamente de advogados italianos, com extensa experiência em direito internacional.

Ainda, após dar início ao processo, caso o interessado no reconhecimento da cidadania italiana por casamento mude de residência com o seu companheiro já italiano para outro país – como Portugal, Itália, França, Bélgica, Alemanha e outros -, não haverá dificuldade: será somente necessário avisar os profissionais da Bella Lex sobre a alteração.

A Bella Lex possui sedes em São Luis do Maranhão e em Nápoles, na Itália, a Bella Lex Consultoria, além de Salvador da Bahia. A cada fase do processo, os trabalhos necessários serão concretizados de maneira que a sua cidadania italiana e europeia seja de fato reconhecida de forma certa e com rapidez.

Clique aqui para agendar sua Consultoria Online Gratuita.